Ir para conteúdo

Turismo de Curitiba acompanha evoluções tecnológicas

Novos totens da Linha Turismo com QR Codes de...

  • Turismo de Curitiba acompanha evoluções tecnológicas
  • Turismo de Curitiba acompanha evoluções tecnológicas
  • Turismo de Curitiba acompanha evoluções tecnológicas
  • Turismo de Curitiba acompanha evoluções tecnológicas

O turismo em Curitiba acompanha as tendências de evolução tecnológicas. Nos novos totens de informações turísticas nos pontos de embarque da Linha Turismo, por exemplo, já estão inseridos QR Codes que fornecem diversos dados importantes para quem vai embarcar. Entre eles estão horários de passagem dos ônibus, pontos de atração turística e o itinerário completo.

Além disso, Curitiba também já tem suas ruas interativas. Muros e fachadas do comércio da Prudente de Moraes, no centro da cidade, receberam, nas duas quadras do projeto-piloto, painéis com QR Codes, que oferecem informações sobre a rua e sobre eventos, passeios e experiências por toda a cidade. Essa foi a primeira experiência, instalada em outubro de 2018. Depois a evolução foi levada para uma das ruas mais tradicionais de Curitiba, o calçadão da XV de Novembro. Foram instalados em sete quadras da XV de Novembro, entre a Rua Presidente Farias e o início da Praça Osório, nas fachadas e colunas de prédios do calçadão painéis com QR Codes.

As duas ruas também receberam outro dispositivo de “conversa” com o cidadão e o turista. Minúsculos dispositivos com tecnologia de localização - denominados beacons – transmitem para os smartphones, via Bluetooth, informações sobre serviços e comércio existentes no local. Tudo ocorre automaticamente. Tudo ocorre automaticamente e não é preciso baixar nenhum aplicativo. Os QR Codes e os beacons serão atualizados periodicamente para garantir que o “diálogo” entre a cidade, moradores e visitantes seja sempre renovado.

Centro Histórico

Para quem gosta de explorar a história da cidade, as placas vermelhas de QR Codes inspiram moradores e turistas a fazer um passeio inusitado pelo bairro vizinho, o nostálgico São Francisco, que integra o Centro Histórico.

O percurso, de 1,5 quilômetro, liga o bebedouro do Largo da Ordem ao Cemitério Municipal, mostrando inúmeras curiosidades e as belas atrações da região, como o Palácio Garibaldi, o Relógio das Flores, o Solar do Rosário, o Memorial de Curitiba, as várias igrejas (da Ordem e do Rosário, por exemplo) e até o gigantesco painel renovado de Poty Lazzarotto na Travessa Nestor de Castro.

Já a placa de QR Code verde mostra as experiências de entretenimento e consumo no próprio calçadão da Rua XV de Novembro.

Turismo

A presidente do Instituto Municipal de Turismo, Tatiana Turra, acredita que a interatividade proporcionada pela tecnologia adotada na Rua XV de Novembro deverá ser um atrativo a mais para quem viaja à capital. “As pessoas estão cada vez mais conectadas e, através do smartphone, o turista poderá ter acesso a informações de serviço, lazer e sobre os roteiros da cidade disponibilizados pela MCities”, frisa ela.

Tatiana também espera que a interatividade ajude a aumentar o movimento do comércio e serviços do Centro. “Através das informações oferecidas, os turistas poderão conhecer os espaços gastronômicos tanto do Centro como do São Francisco, bem como ter informações sobre hospedagem, varejo e transporte”, completa a presidente do Instituto Municipal de Turismo.

Fonte: Instituto Municipal de Turismo

Quer compartilhar?